NÃO É FÁCIL SER VERDE
(
aos poucos eu vou arrumando isso aqui...)
 

 

XML/RSS Feed

 
 

De novo, a política

- Geraldo, o que eu disse sobre pentear o cabelo pro lado?


- Tem que comer tudinho!



- Puxa o meu dedo.



- Me traz uma Brahma.



- Mas a vida, a vida é uma caixinha de surpresas...


[inspirado numa idéia da Balé]


Espremido às 01h04 - [ ]



Amar é
A gente percebe que realmente gosta de uma pessoa quando somos acordados no meio do maior sono gostoso e não achamos ruim.


Espremido às 21h53 - [ ]



Quando chegar no trabalho amanhã, a primeira coisa que vou fazer vai ser colocar uma plaquinha com meu nome em cima da cadeira.


Espremido às 02h39 - [ ]





- Como assim, você não sabia de nada?





- Plaquinha, o que você acha da opinião de algumas pessoas sobre deus ser a personificação das crenças de vários povos?





- Bonita camisa, Plaquinha.




Os candidatos se preparam para a foto, enquanto a plaquinha faz graça.





- E aí, quem viu o vídeo da Cicarelli?





- Plaquinha, você cospe ou engole?





- Mas o dedo todo?


Espremido às 01h24 - [ ]



Ainda sobre aquele assunto
Vejam isso!

E não é que ele estava certo? O Joker, o Coringa, o bobo, o palhaço sabia de tudo desde o começo. Ou, nas palavras da Chrys: tucanaram as putas!


Espremido às 16h54 - [ ]



Esporte de inverno
Uma medalha de ouro é uma coisa maravilhosa. Mas, se você não for bom o bastante sem uma, então você nunca será bom o bastante com ela.


Espremido às 10h45 - [ ]



Enquanto isso, no orkut
Cledistonio: Adriano, Já pensou em reduzir seus gastos com combustível e ainda obter renda extra mensal? CARTÃO AMIGO DO POSTO. Eis o primeiro Cartão que lhe da o direito de você ganhar dinheiro abastecendo seu veiculo. Acesse o site e saiba como obte-lo. redecapbrasil.com/salvador

Adriano: Eu não dirijo. Caia morto.


Espremido às 10h38 - [ ]



¡Mostrame el dinero!
homenagem ao crupiê do amor Vou escrever hoje sobre algo impensável até bem pouco tempo atrás. Sem palavras bonitas ou eufemismos desta vez, vou ser bastante sincero e objetivo.

Vou falar da minha ida a um puteiro.

Claro que isso pode soar estranho a quem estiver lendo. Afinal, por que raios estou fazendo história por causa de uma visitadinha a um puteiro qualquer, sendo que qualquer adolescente de 19 anos já faz isso regularmente e cumprimenta até o carinha do banheiro pelo nome? Bom, é que nada na minha vida é simples ou comum. E fui lá com minha namorada.

(Xeque!)

Fomos convidados a assistir a estréia do curta-metragem de uma amiga. Nem preciso dizer que nós, como pessoas inocentes, ingênuas, plácidas e inocentes (sim, de novo) chegamos ali completamente sem saber o que nos aguardava. Ou melhor, onde estávamos nos metendo. Por fora, eu nunca diria que o lugar não era uma casa noturna "normal", por assim dizer. Mas fiquei bastante surpreso quando vi fotos de mulheres pouco vestidas logo na entrada, quando fomos pagar o Passaporte da Luxúria do Playcenter. Eu e a Namorada nos olhamos meio desconfiados, com uma cara muito grande de tacho. Não sei como explicar o conceito da cara de tacho, mas aposto que nós representamos uma muito bem naquela hora. Logo encontramos a amiga que nos esclareceu tudo. "Ah, é um puteiro mesmo!"

Muito melhor quando temos certeza das coisas/ A parte ruim da coisa foi como todos os meus delírios adolescentes se perderam. Nada de mulheres passando óleo umas nas outras, enquanto uma outra com avental colocava as besuntadas numa frigideira com cebola e um pouco de alho. Nenhuma mulher veio correndo do outro lado do salão, pulou no meu colo, arrancou minha roupa, nem apareceu uma praia com coqueiros ao fundo. Por duas razões: a lotação do lugar não permitia e devido ao olhar com lasers da minha namorada, que segurava meu cabresto com cara de poucos (ou nenhum) amigos.

O que aconteceu de verdade foi que umas três meninas de calcinha e sutiã passeavam e fizeram um showzinho bem mequetrefe em cima do palco com aqueles postes de bombeiro. Não que eu estivesse decepcionado, porque não esperava nada disso lá e olhei tudo com curiosidade de quem está conhecendo mesmo, era um mundo novo que eu só tinha visto antes em filmes. E nenhum dos elementos estava lá. A não ser o bigodudo com camisa aberta que achava ser o sonho de consumo das mulheres que dançavam na frente dele. A ficção, ao vivo, é bem diferente.
---------------------------------------------------------------
Pessoalmente, acho que quem precisa ver mulheres (ou homens ou drag queens futuristas) se esfregando pra sentir tesão tem sérios problemas e precisa de ajuda profissional, não violenta. Não gosto também de prostituição, Respeito quem faz isso porque talvez seja a única opção da pessoa e não tenho direito de julgar a profissão de ninguém. Mas a prostituição como conceito eu não aprovo. Acho muito ruim pro ser humano.


Espremido às 12h18 - [ ]



Hollywood

Meus sonhos são dublados. E a tradução é péssima!


Espremido às 10h24 - [ ]



Lie

- O Brasil até comprou o Acre!
- Pois é! E pra que serve aquela porra?


Espremido às 09h56 - [ ]





[ ver mensagens anteriores ]